Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas e aproveitem para assistir AO VIVO a TV Justiça, TV Senado e a TV Câmara. ** We like welcome and thank you all for visiting this space. Feel free to follow the maximum all published news and INFORMATION To Watch and enjoy LIVE TV Justice, Senate TV and TV camera. CNJ PROÍBE JUÍZES DE MANIFESTAREM APOIO OU CRÍTICAS POLÍTICAS NA INTERNET ~ Verdades Ocultas

sexta-feira, 15 de junho de 2018

CNJ PROÍBE JUÍZES DE MANIFESTAREM APOIO OU CRÍTICAS POLÍTICAS NA INTERNET

Postado por: Fátima Miranda - 14:57:00

Compartilhar

& Curtir



Reuters - O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou uma regulamentação para proibir o uso de redes sociais por parte de magistrados para dar apoio ou expressar críticas a políticos e partidos, com a possibilidade de sanções disciplinares.

O regulamento foi publicado na quarta-feira pelo corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio Noronha.

Segundo o CNJ, a decisão ocorreu após um significativo número de casos concretos relativos ao mau uso de redes sociais por magistrados e comportamento inadequado em manifestações públicas político-partidárias analisadas pela Corregedoria Nacional de Justiça.

O provimento —nome dado à regulamentação— destaca que a Constituição veda expressamente aos magistrados qualquer tipo de dedicação à atividade político-partidária.

O conselho afirma que o magistrado deve agir com "reserva, cautela e discrição" ao publicar seus pontos de vista nos perfis pessoais nas redes sociais, evitando a violação de deveres funcionais e a exposição negativa do Poder Judiciário.

"A vedação de atividade político-partidária aos membros da magistratura não se restringe à prática de atos de filiação partidária, abrangendo a participação em situações que evidenciem apoio público a candidato ou a partido político", afirma o provimento, no parágrafo 1º do artigo 2º.

"Não caracteriza atividade político-partidária a crítica pública dirigida por magistrado, entre outros, a ideias, ideologias, projetos legislativos, programas de governo, medidas econômicas. São vedados, contudo, ataques pessoais a candidato, liderança política ou partido político com a finalidade de descredenciá-los perante a opinião pública, em razão de ideias ou ideologias de que discorde o magistrado, o que configura violação do dever de manter conduta ilibada e decoro", acrescenta o provimento, no parágrafo 3º do mesmo artigo.

O texto também sustenta que o magistrado deve utilizar o e-mail funcional exclusivamente para a execução de atividades institucionais, preservando o decoro pessoal e tratando, com urbanidade, não só os destinatários das mensagens, mas também os terceiros a que elas façam referência.

O CNJ informou que as "corregedorias dos tribunais devem dar ampla divulgação ao presente provimento e fiscalizar seu efetivo cumprimento mediante atividades de orientação e fiscalização, sem prejuízo da observância de outras diretrizes propostas pelos respectivos órgãos disciplinares".

As orientações do conselho valem também para os servidores do Poder Judiciário, quando for o caso.

Por Ricardo Brito




Postado Por: VERDADES OCULTAS/ Fátima Miranda

RESPEITAMOS A DEMOCRACIA! "Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um." Fernando Sabino

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Verdades Ocultas

Direitos reservados a VERDADES OCULTAS - Hidden Truths News - Personalização/Arte digital FMS Artes Gráficas WhatsApp 71-99291.6634. http://www.templatezy.com