Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas e aproveitem para assistir AO VIVO a TV Justiça, TV Senado e a TV Câmara. ** We like welcome and thank you all for visiting this space. Feel free to follow the maximum all published news and INFORMATION To Watch and enjoy LIVE TV Justice, Senate TV and TV camera. LULA PARA NOBEL DA PAZ JÁ TEM MAIS DE 100 MIL APOIOS ~ Verdades Ocultas

segunda-feira, 9 de abril de 2018

LULA PARA NOBEL DA PAZ JÁ TEM MAIS DE 100 MIL APOIOS

Postado por: Fátima Miranda - 16:52:00

Compartilhar

& Curtir



247 - A campanha do arquiteto, escultor e ativista dos direitos humanos argentino Adolfo Pérez Esquivel, vencedor do prêmio Nobel da Paz em 1980, para a indicação do ex-presidente Lula para o Prêmio Nobel da Paz alcançou na tarde desta segunda-feira, 9, o apoio de mais de 100 mil pessoas. 


O abaixo-assinado lançado por Perez Esquivel na plataforma online Change.org tem a meta de alcançar 150 mil assinaturas. "Convido vocês a participar da campanha para que Lula receba o Prêmio Nobel da Paz por sua luta contra a pobreza e a desigualdade. Compartilho a carta de indicação que apresentarei ao Comitê Nobel Norueguês", publicou Esquivel pelo Twitter. 

Por volta das 16 horas, a campanha acumulava 100.423 assinaturas. 

Clique aqui para assinar a petição. 


Vítima de perseguição política e judicial, e de um mandado de prisão ilegal, expedido por Sérgio Moro, que atropelou o direito de Lula apresentar recursos contra sua condenação no TRF-4, o ex-presidente entregou-se à Polícia Federal no sábado, 7, e encontra-se na Superintendência da PF em Curitiba. 

Leia, abaixo, a carta que será enviada por Perez Esquivel ao comitê do prêmio Nobel: 

Para o comitê norueguês do Nobel

Presidente Berit Reiss-Andersen

Vice-Presidente Henrik Syse

Membros: Thorbjørn Jagland, Anne Enger e Asle Toje.

S / D

Receba as saudações fraternas da paz e do bem.

Por meio desta carta, gostaria de apresentar a esta Comissão a candidatura ao Prêmio Nobel da Paz de Luiz Inácio "Lula" da Silva, ex-Presidente da República Federativa do Brasil entre 2003 e 2010, que através de seu compromisso social, sindicato e político, desenvolveu políticas públicas para superar a fome e a pobreza em seu país, uma das desigualdades mais estruturais do mundo.

Como você bem sabe, a paz não é apenas a ausência de guerra, ou a morte de uma ou muitas pessoas, a paz é também dar esperança ao futuro do povo, especialmente dos setores mais vulneráveis ​​vítimas do " cultura de descarte "da qual fala o Papa Francisco. La Paz é incluir e proteger aqueles que este sistema econômico condena à morte e à violência múltipla. Segundo o último relatório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) de 2017, a fome afeta mais de 815 milhões de pessoas no mundo. É um flagelo e um crime sofrido por povos submetidos à pobreza e marginalidade, que são roubados da vida e esperam por gerações. Por esta razão, se um governo nacional torna-se um exemplo mundial de combate à pobreza e à desigualdade, contra a violência estrutural que nos aflige a humanidade, ele merece o reconhecimento por sua contribuição para a paz na humanidade.

"Lula" Da Silva teve como um de seus eixos fundamentais de compromisso do governo com os pobres a implementação de políticas públicas para superar a fome e a pobreza. Em janeiro de 2003, em seu discurso de posse do Presidente da República, ela disse: "Vamos criar as condições que todas as pessoas em nosso país pode comer decentemente três vezes por dia, todos os dias, sem doações de ninguém. O Brasil não pode mais coexistir com tanta desigualdade. Precisamos superar a fome, a pobreza e a exclusão social. Nossa guerra não é matar ninguém: é salvar vidas ”. E, de fato, o programa "Fome Zero" e "Bolsa Família" trouxe pobreza extrema para mais de 30 milhões de pessoas, tornando o Brasil um reconhecido mundialmente por organizações internacionais, como a FAO, o modelo de sucesso do Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento (PNUD) e do Banco Mundial.

- A percentagem de pessoas que vivem com menos de US $ 3,10 por dia caiu de 11% em 2003 para cerca de 4% em 2012, segundo dados do Banco Mundial.

- Houve uma redução na taxa de desemprego próximo a 50%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. E uma criação de 15 milhões de novos empregos segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego.

- De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), o coeficiente de Gini brasileiro foi 0,583 em 2003, e em 2014 foi 0,518, indicando que as políticas sociais que levaram o Partido dos Trabalhadores (PT) deixou um Brasil menos desigualdade social, a desigualdade média caiu 0,9% ao ano no período 2003-2016.

- A implementação de programas de educação e saúde pública elevou o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil desenvolvido pelo PNUD em 2010 chegou a US $ 10,607 dólares renda média anual, a expectativa de vida de 72,9 anos a uma escolaridade de 7,2 anos de estudo e uma expectativa de vida escolar de 13,8 anos.

O governo Lula foi uma construção democrática e participativa, com meios não violentos que elevaram o padrão de vida da população e deram esperança aos setores mais necessitados. O mundo reconhece que houve um antes e um depois na história do Brasil desigual após as duas presidências de Luiz Inácio da Silva. A contribuição de "Lula" para a Paz está nos fatos concretos da vida do povo brasileiro e reforçada pelos estudos de várias organizações internacionais.

Esses resultados dos programas do governo do PT no Brasil para superar a pobreza e a fome não foram uma política de Estado mantida por outros partidos do governo, mas uma política governamental específica que o Brasil está gradualmente abandonando. Como evidenciado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que anunciou que em 2017 o Brasil tinha mais de 3 milhões de novas políticas pobres do atual governo.

Por estas razões, com o mesmo sentimento de esperança que foi ao ar Martin Luther King quando ele disse, "se o mundo em que acabasse amanhã, eu gosto de ir para plantar minha árvore de maçã" Muitos de nós acreditam que o Prêmio Nobel da Paz para "Lula" Da Silva ajudará a fortalecer a esperança de poder continuar construindo um novo amanhecer para dignificar a árvore da vida.

Adolfo Pérez Esquivel

Prêmio Nobel da Paz de 1980





Postado Por: VERDADES OCULTAS/ Fátima Miranda

RESPEITAMOS A DEMOCRACIA! "Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um." Fernando Sabino

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Verdades Ocultas

Direitos reservados a VERDADES OCULTAS - Hidden Truths News - Personalização/Arte digital FMS Artes Gráficas WhatsApp 71-99291.6634. http://www.templatezy.com