Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas e aproveitem para assistir AO VIVO a TV Justiça, TV Senado e a TV Câmara. ** We like welcome and thank you all for visiting this space. Feel free to follow the maximum all published news and INFORMATION To Watch and enjoy LIVE TV Justice, Senate TV and TV camera. Temer pode desempregar mais 1 milhão com fim do conteúdo local ~ Verdades Ocultas

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Temer pode desempregar mais 1 milhão com fim do conteúdo local

Postado por: Fátima Miranda - 06:29:00

Compartilhar

& Curtir



247 – Não contente com a maior taxa de desemprego de todos os tempos, divulgada nesta quinta-feira 23 pelo IBGE, e que aponta que 24,3 milhões de pessoas ficaram sem trabalho em 2016, Michel Temer pode desempregar mais 1 milhão de trabalhadores brasileiros do setor de petróleo e gás.

Isso porque o governo decidiu alterar – e praticamente dar fim – à política industrial de conteúdo local no setor, irritando profundamente a indústria e provocando consequências drásticas para a economia do País, os brasileiros e os empresários. A previsão dos mais 1 milhão de desempregados é da própria indústria, segundo reportagem da Agência Estado nesta quinta.

O motivo: a frustração nos negócios da cadeia fornecedora, que teria investido, nos últimos anos, mais de US$ 60 bilhões na implementação e capacidade de produção para atender a demanda nacional do setor.

"Empresas multinacionais que para cá vieram por conta do conteúdo local, encerrarão suas atividades no Brasil e passarão a fornecer bens e serviços a partir de outros países, acarretando maior desemprego e perda de renda", explica o movimento "Produz Brasil", que reúne 14 entidades representantes de fornecedores. Para eles, as medidas anunciadas pelo governo sinalizam o fim do conteúdo local.

A reportagem diz ainda que o setor contava com o apoio do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços durante as discussões sobre a nova política, enquanto o Ministério de Minas e Energia atuou, principalmente, para atender as reivindicações das grandes companhias petroleiras, que prometem ao governo ampliar o investimento no Brasil.

O maior problema da mudança na política, na opinião do presidente do Conselho de Óleo e Gás da Abimaq, Cesar Prata, é a definição de 25% de conteúdo local para as plataformas de petróleo. Atualmente, esse índice é de 65%, mas o setor aceitava reduzir para 40%, com separação entre serviços e materiais.

Para exploração em terra, o índice de conteúdo local será 50%. Nos blocos em mar, o conteúdo mínimo será de 18% na fase de exploração, 25% para a construção de poços e 40% para sistemas de coleta e escoamento. Nas plataformas marítimas, o percentual será 25%. Atualmente, os percentuais de conteúdo local são definidos separadamente em cada rodada nos editais que são publicados para chamar os leilões.



Postado Por: VERDADES OCULTAS/ Fátima Miranda

RESPEITAMOS A DEMOCRACIA! "Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um." Fernando Sabino

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Verdades Ocultas

Direitos reservados a VERDADES OCULTAS - Hidden Truths News - Personalização/Arte digital FMS Artes Gráficas WhatsApp 71-99291.6634. http://www.templatezy.com