Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas e aproveitem para assistir AO VIVO a TV Justiça, TV Senado e a TV Câmara. ** We like welcome and thank you all for visiting this space. Feel free to follow the maximum all published news and INFORMATION To Watch and enjoy LIVE TV Justice, Senate TV and TV camera. PAIM: GOVERNO ELEGEU O MOVIMENTO SINDICAL COMO INIMIGO Nº1 ~ Verdades Ocultas

terça-feira, 12 de junho de 2018

PAIM: GOVERNO ELEGEU O MOVIMENTO SINDICAL COMO INIMIGO Nº1

Postado por: Fátima Miranda - 14:29:00

Compartilhar

& Curtir



Rede Brasil Atual - O senador Paulo Paim (PT-RS) defendeu a aprovação de um novo conjunto de leis que organize o mundo do trabalho, após a dita "reforma" trabalhista patrocinada pelo atual governo ter acarretado aumento do desemprego e do trabalho precário, com redução da massa salarial e o aumento da miséria em todo o país.

Segundo Paim, o atual governo elegeu o movimento sindical como "inimigo número um", o que é "totalmente equivocado", afirmou. "Em qualquer país capitalista do mundo, o movimento sindical é que faz a negociação, a conciliação, que busca o entendimento", frisou o senador.

Sobre a atual legislação, em vigor há pouco mais de seis meses, que descaracterizou a chama Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), Paim convencionou chamar de "CLE", ou "consolidação das leis do empregador", já que deixou de atender aos interesses dos trabalhadores, daí a necessidade da elaboração de um novo conjunto de regras.

Denominado Estatuto do Trabalho, a primeira versão do documento foi debatida nesta segunda-feira (11) em audiência na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado que contou com a participação de especialistas em direito trabalhista e sindicalistas.

Para a pesquisadora do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (Cesit) da Unicamp, Paula Freitas, que participou da elaboração do estatuto, a proposta busca resgatar o espírito da Constituição na regulação das relações de trabalho, e se baseia no fortalecimento da negociação coletiva, garantindo princípios democráticos e de autonomia no funcionamento dos sindicatos.

Segundo o secretário nacional de Assuntos Jurídicos da CUT, Valeir Ertle, além de desregular o mercado de trabalho, a reforma do governo Temer enfraqueceu os sindicatos na defesa de direitos e nas negociações coletivas. "A reforma dificultou o autofinanciamento dos sindicatos, estabelecendo a autorização expressa de contribuições firmadas em convenções coletivas e retirando das assembleias o fórum de decisão dos trabalhadores", afirmou.

Sobre a contribuição sindical, por exemplo, o estatuto regulamenta a cobrança compulsória da contribuição, de modo a evitar o enfraquecimento dos sindicatos, mas também permite que o empregador possa ir até a entidade representativa da sua categoria para solicitar o cancelamento da cobrança.

Para a presidenta da Comissão de Direito Sindical e Associativo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Denise de Oliveira, a contribuição deve ser compulsória, uma vez que o sindicato representa filiados e não filiados. Ela também afirmou que a atual reforma trabalhista, chamada de "modernização" pelo governo Temer, não representou avanços de fato. "Achei que modernização tinha mudado de significado."

Diante daquela reforma, modernização passou a significar retrocesso, aviltamento", declarou Denise. Já o estatuto, segundo ela, apresenta "lastro democrático", porque vem sendo construído coletivamente, a partir das críticas e sugestões das entidades envolvidas na elaboração do documento.

Para o presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), Ângelo Fabiano Farias da Costa, a atual legislação trabalhista viola convenções internacionais, e o estatuto é capaz de trazer mais proteção ao trabalhador e equilíbrio nas relações de trabalho. 



Postado Por: VERDADES OCULTAS/ Fátima Miranda

RESPEITAMOS A DEMOCRACIA! "Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um." Fernando Sabino

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Verdades Ocultas

Direitos reservados a VERDADES OCULTAS - Hidden Truths News - Personalização/Arte digital FMS Artes Gráficas WhatsApp 71-99291.6634. http://www.templatezy.com