Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas e aproveitem para assistir AO VIVO a TV Justiça, TV Senado e a TV Câmara. ** We like welcome and thank you all for visiting this space. Feel free to follow the maximum all published news and INFORMATION To Watch and enjoy LIVE TV Justice, Senate TV and TV camera. FORA TEMER, DIRETAS JÁ E NENHUM DIREITO A MENOS #OcupaBrasília ~ Verdades Ocultas

terça-feira, 23 de maio de 2017

FORA TEMER, DIRETAS JÁ E NENHUM DIREITO A MENOS #OcupaBrasília

Postado por: Fátima Miranda - 20:20:00

Compartilhar

& Curtir



por Paulo Pimenta 

O Brasil ficou impactado com as revelações que vieram à tona com a gravação feita pelo empresário delator Joesley Batista mostrando a relação promiscua que mantinha com Michel Temer, Aécio Neves e outros encarregados de intermediar os esquemas entre o dono da JBS e o governo golpista. Embora tenha contestado a gravação para que não sirva de prova, ao se justificar, Temer confirmou a conversa obscura que teve com o empresário e acabou validando partes importantes desse diálogo, tornando fidedignos os fatos e o rolo em que está metido. 

O episódio Temer, Aécio Neves e Rodrigo Loures é o elo que faltava para que a trama do golpe fosse confirmada aos olhos da opinião púbica. As declarações soberbas e mentirosas de Temer após o episódio da gravação em que trata das propinas que compram o silêncio de Eduardo Cunha na prisão revelam uma desesperada tentativa de sobrevivência de quem já entrou para história como um “Judas” que conspirou contra o projeto de governo popular do qual era vice. Um traidor da soberania e a democracia brasileira.

Após um ano de governo desastroso, com a popularidade à patamares mínimos e taxado de conspirador, arrogante, misógino, Temer disse que não renunciaria, mas deverá sair agonizando como um político golpista e corrupto. Nesta quarta-feira, grandes movimentos estarão nítidos na conjuntura política do país. Temer tentando se agarrar de todas as formas ao poder usurpado de forma ilegítima, outras forças políticas da coalizão golpista seguirão a articulação da nova conciliação que, descartada a figura de Temer, pretendem dar continuidade do projeto dominante por meio da eleição indireta que assegure um presidente comprometido com a agenda econômica neoliberal e, em oposição a essas duas faces da mesma moeda, o povo nas ruas contestará as reformas e exigirá eleições diretas.

Depois que se valeu da cretinice e da traição de Temer, o novo acordão político se prepara para seguir alegre e contente a lógica antidemocrática de atropelar a participação popular impondo os interesses do poder econômico. O discurso dessa nova fase de rearticulação do golpe apela para o cumprimento da Constituição que rasgaram quando, indiferente aos princípios e valores constitucionais, confabularam o impeachment para legalizar o golpe de 2016. Nós conhecemos essa história! Essa é a versão atualizada de ditadura que pretende que o povo acredite em uma normalidade, que um Congresso calcificado pela propina tem condições de eleger indiretamente o sucessor golpista e, como num passe de mágica, mudar toda a estrutura de corrupção da qual é refém.

Essa é a arapuca! Nos salões do parlamento os mesmos atores que derrubaram a presidenta Dilma Rousseff para colocar Temer no poder agora se encarregam de moldar um novo caminho para o golpe prosseguir. No plano da opinião pública, tentam desqualificar o debate com a síntese “político é tudo igual”, impedindo que se diferencie quem tem compromisso com a justiça social e a democracia no país e quem tem compromisso com o empresariado que fornece as malas de propina. Também, querem encobrir o fato de que existem empresários corruptos que saem impunes com essas delações e vão gozar parte de tudo que roubaram do país, bem como, o fato de que há figuras públicas no judiciário e nos meios de comunicação que são corrompidas e corruptoras e, portanto, são criminosos.

Nesse contexto, o perigo de cair na cilada do fascismo é grande. As ditaduras se instalam quando governos que sem apoio e voto popular tentam se sustentar com autoritarismo e violência. Somente as eleições poderão interromper o golpe, reverter os retrocesso e impedir mais perda de direitos. Não se trata apenas da escolha do próximo presidente ou presidenta, principalmente, da discussão do programa de governo que se posicionar sobre o congelamento dos investimentos sociais, as reformas trabalhistas e da previdência.

Esse é o sentido de neste momento tomar conta das ruas com a bandeira das “diretas já”. Não podemos abrir mão de ouvir a população, de debater os compromissos que o novo governo deverá assumir em relação à política econômica, à democratização da imprensa, à educação pública e democrática, a não violência e tantas outras questões que dizem respeito às diversas populações que estão sendo massacradas por um sistema de exploração e exclusão que reorganiza e se fortalece no Brasil com o golpe. Não existe pacto possível para enfrentar a grave crise sem um banho de democracia. 

Paulo Pimenta 

Deputado Federal PT/RS


Postado Por: VERDADES OCULTAS/ Fátima Miranda

RESPEITAMOS A DEMOCRACIA! "Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um." Fernando Sabino

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Verdades Ocultas

Direitos reservados a VERDADES OCULTAS - Hidden Truths News - Personalização/Arte digital FMS Artes Gráficas WhatsApp 71-99291.6634. http://www.templatezy.com