Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas e aproveitem para assistir AO VIVO a TV Justiça, TV Senado e a TV Câmara. ** We like welcome and thank you all for visiting this space. Feel free to follow the maximum all published news and INFORMATION To Watch and enjoy LIVE TV Justice, Senate TV and TV camera. MBL USA TÁTICA FASCISTA PARA INTIMIDAR VEREADORAS EM SÃO PAULO ~ Verdades Ocultas

domingo, 9 de abril de 2017

MBL USA TÁTICA FASCISTA PARA INTIMIDAR VEREADORAS EM SÃO PAULO

Postado por: Fátima Miranda - 07:33:00

Compartilhar

& Curtir



SP 247 - As vereadoras do PSOL Sâmia Bomfim e Isa Penna tiveram seus números de celulares expostos em redes sociais e grupos de WhatsApp para serem “convencidas” do projeto de lei "Escola Sem Partido".

Elas pedem a cassação do vereador Fernando Holiday (DEM), quem acreditam ter sido o mentor da ação.

As informações são de reportagem do G1.

"Com a sigla do Movimento Brasil Livre (MBL), que é coordenado pelo vereador Fernando Holiday (DEM), a imagem da vereadora Sâmia Bomfim e seu respectivo contato telefônico foram divulgados acompanhados dos dizeres “Escola Sem Partido. Sâmia Bomfim é a favor da doutrinação nas escolas, ajude-nos a convence-la do contrário”.

"Holiday é um dos defensores na Câmara da proposta conhecida como 'Escola sem Partido', que tramita no Congresso Nacional e foi ao Supremo Tribunal Federal após ser aprovada na Assembleia Legislativa de Alagoas. Os projetos de lei sobre o tema pretendem especificar os limites da atuação dos professores, impedindo que eles promovam crenças particul

A “campanha” virtual gerou centenas de mensagens de ódio e ameaças às vereadoras. A assessoria de imprensa de Sâmia disse ao G1 que entregará uma relação com os números telefônicos que mandaram tais conteúdos à Delegacia de Delitos Cometidos por Meios Eletrônicos.

A vereadora também pretende entrar com uma ação no Ministério Público e na corregedoria da Câmara Municipal contra o vereador Fernando Holiday (DEM), quem acredita ter ordenado o ataque. As vereadoras acreditam que Holiday tenha retirado os números de um grupo de WhatsApp de vereadores.

Questionado pelo G1, a assessoria de imprensa do vereador negou que ele tenha sido responsável pela ação. 

Na terça-feira (4), o deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) protocolou pedido para que o Ministério Público de São Paulo (MPSP) e a Corregedoria da Câmara Municipal apurem conduta do vereador da capital paulista Fernando Holiday (DEM). Na segunda-feira, o vereador publicou texto e vídeo nas redes sociais informando ter fiscalizado escolas municipais sobre eventuais caso de doutrinação nas escolas.

A ação de Holiday foi criticada pelo secretário de Educação da Gestão de João Doria (PSDB), Alexandre Schneider."


Postado Por: VERDADES OCULTAS/ Fátima Miranda

RESPEITAMOS A DEMOCRACIA! "Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um." Fernando Sabino

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Verdades Ocultas

Direitos reservados a VERDADES OCULTAS - Hidden Truths News - Personalização/Arte digital FMS Artes Gráficas WhatsApp 71-99291.6634. http://www.templatezy.com