Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas e aproveitem para assistir AO VIVO a TV Justiça, TV Senado e a TV Câmara. ** We like welcome and thank you all for visiting this space. Feel free to follow the maximum all published news and INFORMATION To Watch and enjoy LIVE TV Justice, Senate TV and TV camera. Crianças indígenas terão prioridade nas matrículas em creches e escolas do DF ~ Verdades Ocultas

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Crianças indígenas terão prioridade nas matrículas em creches e escolas do DF

Postado por: Fátima Miranda - 12:38:00

Compartilhar

& Curtir



Lei publicada nesta quarta no Diário Oficial determina reserva de vagas. Identificação dos beneficiários será feita a partir do Registro de Nascimento de Indígena, emitido pela Funai.


A partir desta quarta-feira (5), a rede pública de ensino do Distrito Federal deve priorizar o atendimento de crianças indígenas na reserva de vagas em creches e escolas. A lei 5.816, publicada no Diário Oficial do DF determinou que a identificação dos beneficiários será feita a partir do Registro Administrativo de Nascimento de Indígena, documento emitido pela Funai.

A Secretaria de Educação do DF informou que 613 crianças indígenas estão matriculadas na rede pública de ensino do DF. Segundo a pasta, 100% da demanda existente a partir de 4 anos de idade para essas crianças foi atendida.

No caso da classificação para atendimento em creches, os indígenas menores de 3 anos, possuem uma pontuação a mais em relação aos demais, e assim, para o GDF, o atendimento já é considerado prioritário.

Para o especialista em educação e coordenador-geral da campanha nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, a proposta é “importante, porque até hoje o Brasil ainda não foi capaz de determinar uma boa relação com o ensino das populações indígenas”.
“Os indígenas querem uma política de ensino específica e os governos sempre ofertam outra política. Acredito que hoje os representantes da população indígena podem estar felizes, mas não consideram essa medida suficiente.”
O especialista contou que a histórica demanda dos indígenas é por uma base curricular específica, que possa respeitar particularidades linguísticas e culturais. A oferta da lei distrital, segundo Daniel Cara, traz uma particularidade em priorizar os indígenas, mas “empurra” essas crianças para o ensino tradicional.

“É importante destacar que, ainda que não suficiente, a medida é um alento para melhorar a exclusão escolar dessa população. Não acredito, por outro lado, que a lei trará prejuízos, até porque o número dessa população não é expressivo”.

De acordo com o professor da Universidade de Brasília e especialista em políticas públicas e gestão em educação, Remi Castioni, há um problema nessa legislação, “principalmente” com relação ao atendimento nas creches.
“Por que somente as crianças indígenas? Essa é uma ínfima parcela da população e o deputado deveria ter pensado em formas e mecanismos para que o DF amplie o atendimento, principalmente no caso das creches”.
Dados repassados ao G1 pela Secretaria de Educação do Distrito Federal, em janeiro deste ano, mostraram que o déficit da oferta de creche pública para crianças de 0 a 3 anos no DF é de 21 mil vagas. Castioni afirmou que a questão da educação infantil foi “negligenciada nas políticas públicas da região”.

“Somente em 2010, a educação infantil saiu da órbita da assistência social e foi para a educação. Esta é uma determinação da Constituição Federal de 1988, que já dizia que a creche é a primeira etapa da educação básica. O DF demorou mais de 20 anos para reconhecer isso.”

A secretaria informou que essa faixa etária [ de 0 a 3 anos] não possui garantia de atendimento amparada por lei mas que, no atual governo, foram inauguradas 19 creches e houve a ampliação dos convênios com instituições filantrópicas. Segundo a pasta, estão em construção mais quatro unidades, e oito novas creches estão em processo de licitação.

O deputado Rodrigo Delmasso que propôs o projeto de lei para priorização das crianças indígenas afirmou que “esta é uma vitória na busca para recuperação dos direitos da população indígena que historicamente sobrevive, após muita injustiça e desrespeito. Todo esforço para devolver o que lhes foi tirado é extremamente necessário”. 



Postado Por: VERDADES OCULTAS/ Fátima Miranda

RESPEITAMOS A DEMOCRACIA! "Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um." Fernando Sabino

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Verdades Ocultas

Direitos reservados a VERDADES OCULTAS - Hidden Truths News - Personalização/Arte digital FMS Artes Gráficas WhatsApp 71-99291.6634. http://www.templatezy.com