Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas e aproveitem para assistir AO VIVO a TV Justiça, TV Senado e a TV Câmara. ** We like welcome and thank you all for visiting this space. Feel free to follow the maximum all published news and INFORMATION To Watch and enjoy LIVE TV Justice, Senate TV and TV camera. APÓS QUEBRAR O PAÍS, TEMER TERÁ QUE VOLTAR AO PLANO LEVY E AUMENTAR IMPOSTO ~ Verdades Ocultas

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

APÓS QUEBRAR O PAÍS, TEMER TERÁ QUE VOLTAR AO PLANO LEVY E AUMENTAR IMPOSTO

Postado por: Fátima Miranda - 07:02:00

Compartilhar

& Curtir



247 – Em 2014, quando venceu as eleições presidenciais, a presidente Dilma Rousseff tinha um desafio: recompor a arrecadação federal, que vinha sendo afetada pela queda das commodities exportadas pelo País e da atividade econômica.

Naquele momento, o desemprego ainda era de 5,5% e havia espaço para novos impostos, como a CPMF.

Esse era um dos pilares do plano do ex-ministro Joaquim Levy para equilibrar as contas públicas.

No entanto, o político derrotado naquela eleição, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), decidiu se aliar ao deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com um propósito claro: sabotar o País, promover a política do "quanto pior, melhor", e assim produzir as condições de de insatisfação social para promover o impeachment sem crime de responsabilidade – ou seja, o golpe.

Mais do que simplesmente sabotar as propostas de Levy, Cunha e Aécio levaram adianta as pautas-bomba, ampliando o rombo fiscal.

2015, portanto, foi um ano em que Dilma não governou. Na prática, o Brasil foi governada pela aliança Cunha-Aécio, entre um político que pretendia se salvar e outro que não aceitou a derrota eleitoral. Resultado: queda de 5% do PIB.

No ano seguinte, 2016, o desastre foi provado pela dupla Michel Temer e Henrique Meirelles, que aprofundou ainda mais a recessão, trazendo uma queda de mais 4% da atividade econômica.

Como o golpismo derrubou a produção do País e, consequentemente, a arrecadação federal, o resultado está estampado num relatório divulgado nesta terça-feira pelo banco Credit Suisse. Com um rombo de 9% do PIB, o Brasil tem hoje a pior situação fiscal do mundo – melhor apenas que a da Venezuela (leia mais aqui).

O Credit Suisse diz ainda que, para equilibrar a dívida interna, o Brasil só tem uma saída: aumentar impostos. Ou seja: Temer e Meirelles fatalmente terão que voltar ao plano Levy. Só que agora o desemprego não é mais de 5,5% – mais sim de 12%.

Ou seja: depois de quebrarem o País, terão que aprofundar ainda mais a recessão para evitar um calote.

Postado Por: VERDADES OCULTAS/ Fátima Miranda

RESPEITAMOS A DEMOCRACIA! "Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um." Fernando Sabino

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Verdades Ocultas

Direitos reservados a VERDADES OCULTAS - Hidden Truths News - Personalização/Arte digital FMS Artes Gráficas WhatsApp 71-99291.6634. http://www.templatezy.com