Damos as boas vindas e agradecemos a todos pela visita a este espaço. Fiquem à vontade para acompanhar ao máximo todas as notícias e informações divulgadas e aproveitem para assistir AO VIVO a TV Justiça, TV Senado e a TV Câmara. ** We like welcome and thank you all for visiting this space. Feel free to follow the maximum all published news and INFORMATION To Watch and enjoy LIVE TV Justice, Senate TV and TV camera. Cliente é confundido com assaltante em loja no Recife e relata constrangimento ~ Verdades Ocultas

domingo, 22 de janeiro de 2017

Cliente é confundido com assaltante em loja no Recife e relata constrangimento

Postado por: Fátima Miranda - 09:46:00

Compartilhar

& Curtir



Motorista Mário Ferreira foi comprar bolo de rolo e foi revistado por policiais porque uma das funcionárias acreditou que ele portava uma arma. Loja nega discriminação.

Motorista Mário José Ferreira foi confundido com assaltante ao fazer uma compra de bolo de rolo para o patrão em um estabelecimento da Zona Norte, na noite da sexta-feira (20). Ao G1, ele relatou o constrangimento que passou. Por não ter todo o dinheiro da conta, ele precisou voltar ao carro para pegar o restante da quantia, mas foi impedido de voltar à loja e revistado por policiais.
“Não gosto nem de descrever o que aconteceu. Um cara que paga seus impostos, ter uma arma em cima de você e todo mundo olhando. Os ônibus, os motoqueiros... Eu não sei o que dizer, a minha cabeça está a mil. Que tipo de assaltante deixa R$ 600 e sai?”, contou o motorista neste sábado (21).

A Casa dos Frios afirmou que uma funcionária teve a impressão de vê-lo com uma arma e, por isso, a Polícia Militar foi acionada. Segundo Mário, os funcionários da loja pareciam desconfortáveis com a presença dele desde sua chegada ao estabelecimento. Ele havia saído uma primeira vez para buscar o dinheiro que deixara no carro. Ao passar as compras no caixa, viu que o valor não era suficiente e foi buscar o restante. Foi aí que o impediram de retornar à loja e a polícia surgiu.
"Eu tenho a empresa, meu patrão, que estão à frente disso aí. Mas não sou só eu, muita gente passa pela mesma situação. Sou mais um negro que passou por isso, só que a maioria não tem advogado", lamentou, contando ainda que todo o processo levou cerca de duas horas.

Motorista foi confundido com assaltante em loja da Zona Norte do Recife (Foto: Danielle Fonseca/TV Globo)

O caso foi divulgado nas redes sociais pelo advogado Gilberto Lima, chefe de Mário. O motorista costuma ir ao estabelecimento, na Avenida Rui Barbosa, usando o uniforme de trabalho. Na última sexta (20), ele estava sem a roupa utilizada durante o expediente.

“Nas vezes em que ele vai trajado de ‘motorista de madame’ não houve nenhum problema. Todavia, ele estava de trajes informais - calça jeans, camisa de malha, tênis. Aí simplesmente ele foi detido e acusado de sabe-se lá de quê porque é negro”, descreveu o advogado nas redes sociais.

"Eu estava com uma calça e com uma blusa justas. Quando me abaixei para pegar os bolos, minhas costas apareceram e dava pra ver que eu não tinha nada. Um funcionário disse que me viu com uma arma, mas eu não sei de onde ele tirou isso", frisa o motorista.

O episódio, segundo a advogada de Mário, Maria Eduarda Andrade, rendeu um Boletim de Ocorrência (B.O.). “Cheguei lá pouco depois e acompanhei a situação. Houve uma revista no carro dele e foi emitido um B.O. no qual os policiais informaram que não encontraram nada que incriminasse ele”, explica.

Segundo ela, o documento foi assinado pela vítima, por ela e pela Polícia, mas o estabelecimento se negou a assinar. “Com certeza vamos tomar as providências cíveis e penais, porque ele foi vítima de um crime”, pontua a advogada.

Outro lado

Procurada pelo G1, a Casa dos Frios, loja em que aconteceu o episódio, se posicionou através do advogado Márcio Gondim. Segundo ele, a empresa reconhece que o cliente esteve na loja, entrando e saindo diversas vezes do estabelecimento. “Uma funcionária da loja suspeitou que ele portava uma arma e, em função disso, a empresa deu início a um protocolo de segurança”, explica.

Ainda segundo Gondim, a loja enfatiza que a suspeita não foi motivada pela cor da pele do cliente, “Toda a informação partiu dessa suspeita. A funcionária informou que viu uma arma”, alega.

O estabelecimento também divulgou nota oficial. Confira abaixo:

"Vimos por meio desta nota esclarecer a ocorrência que se deu em nosso estabelecimento da Rui Barbosa na noite de 20 de Janeiro de 2017 e que está sendo divulgada de forma equivocada. Um senhor estava fazendo compras na nossa loja quando uma de nossas caixas teve a impressão de tê-lo visto portando uma arma embaixo da camisa e notificou o gerente da loja. Frente à situação atual de violência que se observa na cidade, o nosso gerente ativou o protocolo de segurança. Entrou imediatamente em contato com a polícia afirmando haver uma SUSPEITA de assalto. A polícia veio até o nosso estabelecimento e tomou as providências cabíveis à situação. Ressaltamos que a suspeita não foi atribuída a cor do cidadão, mesmo porque temos vários clientes e funcionários negros, sendo certo que a cor nunca foi e nunca será motivo de tratamento desigual em nossos estabelecimentos, cumprindo lembrar que em nossos --- anos de atuação jamais se cogitou alguma conduta descriminatória da Casa dos Frios.

Por fim, ressaltamos ainda que a despeito do ocorrido, não houve qualquer constrangimento ao cidadão em razão da sua cor."

Postado Por: VERDADES OCULTAS/ Fátima Miranda

RESPEITAMOS A DEMOCRACIA! "Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um." Fernando Sabino

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © Verdades Ocultas

Direitos reservados a VERDADES OCULTAS - Hidden Truths News - Personalização/Arte digital FMS Artes Gráficas WhatsApp 71-99291.6634. http://www.templatezy.com